topo
Festival BR-135 recebe apoio do Governo do Maranhão Festival BR-135 recebe apoio do Governo do Maranhão
Consolidado em São Luís, o BR 135 já conta com público de 70 mil pessoas, e este ano vai envolver diversos espaços do Centro Histórico.
Por Redação /F | 12/08/2019 ás 16h49

O Festival BR 135, com apoio do Governo do Maranhão, está garantido para acontecer em novembro, no Centro Histórico de São Luís e em outubro, na Beira Rio de Imperatriz. O governador Flávio Dino recebeu, na noite desta sexta-feira (10), os produtores culturais Alê Muniz e Luciana Simões, coordenadores do evento, e acertaram a realização dos festivais. A agenda foi acompanhada pelo deputado federal Márcio Jerry e pelo secretário de Cultura, Anderson Lindoso.

Consolidado em São Luís, o BR 135 já conta com público de 70 mil pessoas, e este ano vai envolver diversos espaços do Centro Histórico. “Planejamos o cronograma ocupando o centro com arte. Teremos o palco principal na Nauro Machado, mas também atividades na Praça do Reggae, música eletrônica na Escadaria do Giz, a feira criativa do Mercado BR. São várias atividades, colocando o Maranhão no mapa cultural do Brasil”, explica Luciana Simões.

Nos caso de Imperatriz, esta é a primeira vez que a cidade irá receber o Festival, na modalidade instrumental, nos dias 11 e 12 de outubro. “O BR 135 ineditamente irá sair de São Luís. Estamos já com várias parcerias para o evento, como a presença confirmada de Sônia Guajajara. E iremos visitar vários municípios que fazem parte do programa Maranhão Musical, que foram beneficiados com entrega de instrumentos pelo Governo, para atraí-los para o Festival”, disse Luciana Simões.

De acordo com o secretário Anderson Lindoso, essa é mais uma parceria entre o Governo e a sociedade civil para valorizar os espaços de produção e vivência cultural do estado. “A gente pretende valorizar o nosso patrimônio, tanto material quanto imaterial, apoiando esses projetos, de modo que se possa apresentar um calendário de eventos para ser explorado e mostrar para o Brasil que o Maranhão produz muita cultura”, defendeu o secretário.

Fonte: O Imparcial

Relacionadas

Categorias:  

Política
Destaques