topo
Teste brasileiro para Covid-19 leva 10 min e custará R$ 130 Teste brasileiro para Covid-19 leva 10 min e custará R$ 130
O produto será comercializado em grandes redes de farmácias a partir de abril
Por Redação | 26/03/2020 ás 13h31
Compartilhar no Whatsap

A empresa Hi Technologies vai lançar, no início de abril, um novo teste rápido para o Coronavírus no Brasil, com capacidade para dar o resultado em cerca de 10 minutos. A novidade será comercializada em grandes redes de farmácias com presença em vários estados.

O teste, aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), será oferecido no dispositivo Hilab, um minilaboratório de 12 cm³ desenvolvido pela startup, que pode realizar diversos tipos de teste simultaneamente. Entre eles estão os de gravidez, zika, sífilis, glicemia, dengue, hepatite C, Influenza A e B, PSA e HIV.

Para dar o diagnóstico da Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus, o exame utiliza a técnica da imunocromatografia, conhecida por detectar anticorpos produzidos pelo organismo em reação à presença do vírus. Segundo a empresa, a precisão dos resultados é de 99% no teste do anticorpo IgG e de 93% no de IgM, tendo a possibilidade de aumentar conforme o tempo em que o paciente está apresentando os sintomas.

Os testes rápidos para o Coronavírus são essenciais no diagnóstico da doença, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Diante da falta de opções no Brasil, a Anvisa deu aval para a produção de vários deles no país. A expectativa é de que o número de testes adquiridos pelo Ministério da Saúde seja ampliado para 22,9 milhões.

Preço e disponibilidade

O teste Hilab para Coronavírus está em fase de produção em escala, com as primeiras unidades devendo chegar aos locais mais críticos já a partir da próxima sexta-feira (27/03). Desta forma, a comercialização começará por São Paulo, principal foco da doença no Brasil, e também em Curitiba.

Em nota divulgada no seu perfil oficial no Facebook, a empresa afirma que o teste para Covid-19 será disponibilizado no restante do país a partir da segunda semana de abril, nas farmácias onde o Hilab já é comercializado. Além do público em geral, o produto também deverá estar disponível para empresas que quiserem oferecer o teste aos seus funcionários.

Com relação ao preço do teste rápido, a estimativa é de que o valor cobrado pela startup seja em torno de R$ 130.

Fonte: TecMundo