topo
Governo Federal recorre de decisão do STF sobre vacina Sputnik V, diz Flávio Dino Governo Federal recorre de decisão do STF sobre vacina Sputnik V, diz Flávio Dino
Ainda de acordo com o governador do Maranhão, os estados da Amazônia e do nordeste enviaram uma delegação à Rússia e lá encontraram uma delegação do governo federal, fazendo vistorias nas fábricas.
Por Redação | 24/04/2021 ás 13h01
Compartilhar no Whatsapp

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (23), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), informou que o Governo Federal pediu a ampliação do prazo de análise sobre a importação da vacina Sputnik V. A data definida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) seria para a próxima quarta-feira (28).

“Fomos cientificados que o governo federal recorreu a decisão do STF, ou seja, o governo não quer o prazo de 28 de abril. Eles alegam que precisam de mais tempo para analisar a documentação’’, disse Dino.

Segundo o governador, os estados da Amazônia e do nordeste enviaram uma delegação à Rússia e lá encontraram uma delegação do governo federal, fazendo vistorias nas fábricas. Flávio Dino afirmou que discorda dessa ideia de alargamento de prazo e enfatizou que o governo do Maranhão se manifestou pela permanência do prazo até o dia 28 de abril.

Dino destacou o motivo pelo qual luta pela adesão da vacina Sputnik. "Nós temos demandas permanentes para a inclusão de categorias, de grupos, pessoas e segmentos no plano estadual de imunização. Se nós incorporamos a vacina Sputnik, a fila anda mais rápido, pois é uma vacina que tem eficácia atestada não apenas pelo fabricante, mas por outros países do mundo", disse.

Medidas Restritivas

Flávio Dino informou, ainda, que vai prorrogar as atuais medidas restritivas no estado até o dia 2 de maio, o que chamou de “regime preventivo’. A suspensão de eventos segue em todo o Maranhão. Saiba mais:

Estado

  • Eventos continuam suspensos;
  • Administração pública estadual: 50% da capacidade e revezamento;
  • Igrejas: 50% da capacidade

Ilha de São Luís

  • Comércio e indústria entre 9h e 21h;
  • Bar e restaurante: até 22h;
  • Supermercados: das 6h à 0h;
  • Supermercados, academias e salões de beleza: 50% da capacidade;
  • Grupo de risco afastado no setor público e privado.

Vacina contra Covid-19

 

Segundo Flávio Dino, o Maranhão chegou a um milhão de doses aplicadas de vacina e agradeceu os profissionais da Saúde que trabalham na imunização por todo o estado.

“Um dado positivo é que nesse momento, chegamos no nosso estado a um milhão de doses aplicadas de vacina. É um número que deve ser objeto de destaque, para que nós possamos agradecer o trabalho conjunto”, disse Dino.

O governador ressaltou que ainda há doses distribuídas aos municípios que não foram aplicadas. De acordo com Dino, o estado recebeu 1,5 milhão de vacinas e foram distribuídas 1,3 milhão.

“De 1,3 milhão, apenas consta no sistema um milhão de doses aplicadas. Ainda temos 300 mil doses de vacinas que foram entregues pelo estado ao município e que não aparecem no sistema do Ministério da Saúde como aplicadas”, afirmou.

Devido a isso, na próxima semana, novas doses serão distribuídas para municípios que aplicaram 75% ou mais e na semana seguinte novas doses para municípios que aplicaram 80% ou mais.

“Novas doses de vacina estão condicionadas ao cumprimento daquilo que dispõe a lei 14.124/2021 em pelo menos 80%. Nós imaginamos, é claro, que há uma diferença de dias, semanas, entre a aplicação e o registro do sistema, mas nós razoavelmente dizendo que de cada 10 doses que o município recebeu, que ele aplique sete. Agora nós estamos elevando isso para 75%, ou seja, de cada 10, 8 doses precisam ser aplicadas’, disse.

Saiba mais sobre a lei 14.124/2021:

Os estabelecimentos de saúde, públicos e privados, deverão registrar diariamente e de forma individualizada, em sistema de informação disponibilizado pelo Ministério da Saúde, os dados referentes à aplicação das vacinas contra a covid-19 e a eventuais eventos adversos observados ou de que tiverem conhecimento.

Coronavírus no Maranhão

O Maranhão ultrapassou a marca de 260 mil casos e 7 mil mortes pela Covid-19 desde o início da pandemia, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Só nesta nesta quinta-feira (22) , 41 óbitos pela doença foram registrados em 19 municípios maranhenses.

Agora o estado totaliza 7032 mortes e 260.305 casos em toda a pandemia. Dos novos casos, 154 registros foram na Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa), 33 em Imperatriz e 549 nos demais municípios do estado.

Categorias:  

Destaques
Maranhão